Tab Energia
Saiba o quanto você irá economizar Simulação

Blog

Energia solar: agora você pode compartilhar a energia que produz

Já é possível agora no Brasil que várias pessoas compartilhem em conjunto os benefícios de um único projeto fotovoltaico, ampliando ainda mais as possibilidades de economia de energia e investimentos em sustentabilidade.

A Geração Compartilhada é uma modalidade da geração distribuída criada pela ANEEL em 2015 na sua Resolução Normativa Nº 687, que possibilita a união de dois ou mais consumidores (CPF ou CNPJ) para o compartilhamento da energia gerada por um sistema fotovoltaico, desde que este e todos os participantes estejam dentro da mesma área de concessão da distribuidora.  

Essa resolução permite até 3 modalidades
diferentes de compartilhamento:

1. Empreendimento com múltiplas unidades consumidoras

Essa modalidade é caracterizada quando existem várias unidades consumidoras num mesmo empreendimento que gostariam de se beneficiar da geração fotovoltaica.

Exemplo: Moradores de prédios residenciais ou comerciais (empreendimentos verticais com múltiplas unidades consumidoras) instalam um sistema gerador no telhado da cobertura gerando energia para os apartamentos ou salas comerciais e área comum).

2. Autoconsumo remoto

Essa modalidade de geração de energia é caracterizada por unidades consumidoras de titularidade de uma mesma Pessoa Jurídica, incluídas matriz e filial; ou Pessoa Física, que possua unidade consumidora com o sistema fotovoltaico instalado em local diferente das unidades consumidoras que se beneficiarão dos créditos excedentes, desde que todas dentro da mesma área de concessão da distribuidora de energia.

Exemplo: Você, pessoa física que não possui local para instalar um sistema fotovoltaico na sua residência, mas possui uma casa de praia de mesma titularidade dentro da área de concessão da mesma distribuidora, pode instalar o sistema neste local e o crédito gerado poderá ser utilizado para abater do consumo na propriedade em que reside.

3. Geração compartilhada

Por fim, esta modalidade é caracterizada pela união de consumidores dentro da mesma área de concessão ou permissão da distribuidora, por meio de consórcio ou cooperativa, composta por pessoa física ou jurídica, que possua unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída em local diferente das unidades consumidoras nas quais a energia excedente será compensada.

Exemplo: Grupo de lojistas que não tem área disponível no local de consumo para instalar um sistema fotovoltaico, se unem para instalá-lo em um terreno baldio em local distinto e a energia gerada será compensada nas devidas unidades consumidoras dos participantes.

Caso você hoje se encontra na mesma situação de muitos consumidores que também gostariam de gerar sua própria energia a partir do sol, mas não possuem local adequado para instalação de um gerador solar no local de residência, saiba que agora existem novas possibilidades para que você também possa se beneficiar das vantagens de ter um sistema fotovoltaico.



Voltar
Fale com um especialista