Tab Energia
Saiba o quanto você irá economizar Simulação

Blog

15 Dicas simples para economizar energia na sua empresa

Notícias de aumento no preço de energia estão cada vez mais comuns no dia a dia do brasileiro e para que isso não se torne um grande problema e venha a prejudicar o resultado financeiro das empresas, é preciso adotar medidas que busquem economizar energia a curto, médio e longo prazo.

É muito importante que todos saibam adotar hábitos sustentáveis. Além de conscientizar todos os envolvidos, você também precisa ser um exemplo, certo? Só assim as empresas terão melhores resultados e conseguirão ser mais competitivas num panorama econômico cada vez mais agressivo, colaborando também para um meio ambiente mais saudável.


A seguir estão listadas algumas medidas que todas as empresas podem tomar para começar a economizar energia hoje mesmo.

1. Televisores, impressoras, computadores, e muitos outros aparelhos quando mantidos em modo de espera (stand by) podem consumir, em média, 20% a mais de energia caso fossem totalmente desligados. Pode parecer pouco, mas levando em conta a quantidade de equipamentos na sua empresa, é possível ver uma boa diferença na sua conta de luz. Por isso, procure desligar os aparelhos diretamente da tomada.

2. Limpar o filtro dos condicionadores de também pode te ajudar a economizar energia elétrica. Quando limpo, o filtro permite um melhor desempenho do aparelho, evitando que o motor do ar condicionado trabalhe mais do que o necessário para gerar a refrigeração ideal.

3.  A iluminação pode ser responsável por grande parte do consumo energético. É muito difícil eliminar totalmente o uso de lâmpadas, mas algumas dicas podem ajudar no melhor aproveitamento tanto da luz artificial como natural. Uma dessas alternativas é pintar os ambientes com cores claras, que irão refletir e espalhar melhor a luz ou até mesmo utilizar mobílias com cores mais claras.

4. Você pode ter a ajuda de um profissional especializado em projetos de iluminação. É importante saber se as lâmpadas e luminárias estão dispostas da melhor forma no seu ambiente. Isso depende de espaço para espaço, de negócio para negócio. O ideal é que elas fiquem bem distribuídas, proporcionando uma iluminação uniforme e coerente.

5. As lâmpadas de LED estão no topo da lista de indicações quando a pergunta é qual tipo de iluminação usar. A lâmpada de LED possui o menor consumo de energia, além de ser mais eficiente quando comparada com outros tipos de lâmpadas. No entanto, antes de sair trocando todas as suas lâmpadas por LED, é importante entender as diferenças entre as lâmpadas e escolher o tipo mais adequado para o seu ambiente.

6. Entre 18:30 e 21:30 de todos os dias é o conhecido horário de pico em que o país atinge seu auge em gasto de energia. Isso acontece, pois é o período em que as pessoas vão para casa e realizam atividades que podem ter um alto consumo de energia, além de muitas fábricas que funcionam 24h por dia. Nesse período de tempo as tarifas podem ter um preço mais elevado, por isso é adequado que as atividades que dependam de energia sejam realizadas fora desse horário, ou, em casos onde isso não é possível, pode-se buscar outras soluções como a instalação de um gerador próprio.

7. Tente utilizar ao máximo a luz natural. Pode-se conseguir isso com as famosas telhas translúcidas, pois desta forma se faz desnecessário o uso de iluminação artificial durante boa parte da jornada de trabalho.

8. Essa é uma das maneiras mais simples de se economizar energia, mas que vale sempre ser lembrada. Apague as luzes quando os espaços não forem mais utilizados e procure desligar todos os aparelhos, se possível, da tomada.

9. Quando se trata de equipamentos, certifique-se que você está adquirindo ou já possui aparelhos com o Selo Procel de Economia de Energia. É ele que vai indicar se o produto é eficiente e se consome menos energia. Produtos na categoria A são os que consomem menos energia elétrica. Depois os produtos na categoria B, e assim por diante.

10. Em corredores, escadas e outros lugares de passagem onde não há grande permanência de pessoas, instale sensores de presença e temporizadores nas lâmpadas. O uso de fotocélulas também pode ser interessante, Já que ela permite que alguns sistemas de iluminação sejam acesos apenas durante a noite.

11. Se você desconfia que está pagando mais energia do que consome, faça um teste para saber se há fuga de energia na sua casa. Desligue todas as luzes e aparelhos elétricos da sua casa. Após alguns minutos, o medidor de luz deve fica parado. Se ele continuar girando, procure um eletricista. Problemas com a fiação podem ser a causa deste empecilho.

12. Troque todos os motores por modelos de maior eficiência e que sejam ligados por inversores de frequência. Você irá se surpreender com o resultado econômico que isso pode trazer para a sua empresa.

13. Verifique se a sua empresa está enquadrada no modelo tarifário adequado. Em modo geral, as empresas que estão no modelo tarifário por contrato de demanda tendem a pagar menos na fatura energética.

14. Verifique se a sua empresa se credita do ICMS cobrado pela energia com fins industriais. É possível obter um crédito de pelo menos 80% referente a esse imposto.

15. Investir na ventilação cruzada pode ajudar a diminuir gastos com refrigeração. Janelas amplas e portas grandes sombreadas com aberturas para outras salas bem ventiladas facilitam a movimentação da corrente de ar nos ambientes. Se possível, diminua as divisórias e unifique espaços, especialmente em salas pequenas, onde a circulação de ar é menor.

As dicas acima mostram como é possível fazer a diferença com ações simples e que trazem muito resultado:  Empresas mais eficientes energeticamente e um mundo mais sustentável. 



Voltar
Fale com um especialista